Notícias

Novo atropelamento em Londres é atentado terrorista por sua metodologia, diz polícia

Por Agência Brasil, 19/06/2017 às 07:50
atualizado em: 19/06/2017 às 07:59

Texto:

 

A Polícia Metropolitana de Londres disse nesta segunda-feira (19) que o incidente ocorrido na mesquita de Finsbury Park, no norte de Londres, onde uma pessoa morreu e dez ficaram feridas, é um atentado terrorista, de acordo com a metodologia empregada. A informação é da Agência EFE. 

O subcomandante Neil Basu, da Scotland Yard, afirmou que, por enquanto, acredita-se que tenha sido um só indivíduo que atropelou com uma caminhonete fiéis que acabavam de finalizar suas orações na mesquita. Segundo ele, todas as vítimas pertencem à comunidade muçulmana.

Oito feridos estão internados em três hospitais da cidade, dois em "estado crítico". Mais dois foram atendidos no local e já foram liberados."Isso foi um ataque contra Londres e todos os londrinos. Devemos permanecer lado a lado contra esses extremistas", afirmou Basu.

A polícia não descarta neste momento nenhuma hipótese. acrescentou o agente. Por enquanto, um homem de 48 anos é o suposto agressor. Ele foi detido por uma multidão após o atropelamento, permanece sob custódia policial e "não foram identificados outros suspeitos", disse Basu.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus wdados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Kalil diz que protesto na Afonso Pena foi ‘político’ e chama sindicalistas de ‘pelegos’: https://t.co/oMwXAZ8p6L https://t.co/ZiuKa6Oypz

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Justiça proíbe visitas de 'amigos' a ex-presidente Lula durante encarceramento na PF. Leia! https://t.co/mLjB9SPS6B https://t.co/GWvwiInQjQ

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Yunes diz ter detalhado "para Michel Temer sobre o tal pedido, alguns dias depois, e que inclusive falou para Michel Temer que ficou estarrecido com a 'tal figura delinquencia...

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    “A gente tem que educar esse prefeito Kalil e essa polícia a tratar bem manifestantes porque é nosso direito lutar pelo que a gente acredita”, rebateu diretora do sindicato.

    Acessar Link